NOTÍCIAS

Seminário terá Lula e governadores em Brasília no dia 24

Leia mais

Greve geral será passo decisivo para derrotar governo golpista

Leia mais

TODAS AS NOTÍCIAS

VÍDEOS

TODOS OS VÍDEOS

PERFIL

Valmir Prascidelli

É deputado federal pelo PT-SP, eleito para a 55ª legislatura (2015/2018).

É membro da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania - CCJC, da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público - CTASP e da Comissão Especial para Análise, Estudo e Formulação de proposições relacionadas á Reforma Política. Foi integrante do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar e da CPI da Petrobras. É integrante do Centro de Estudos e Debates Estratégicos da Câmara dos Deputados - CEDES e vice-presidente na região Sudeste da Frente Parlamentar em defesa da cadeia produtiva de reciclagem e dos catadores.

Bacharel em Direito, faz parte de uma nova geração de lideranças do PT.

Eleito em 2012 vice-prefeito de Osasco, a 4ª cidade com maior PIB (Produto Interno Bruto) do Estado e a 11ª do país, ocupou o cargo até sua posse como deputado.
Foi vereador em Osasco (2009/2012), onde foi líder do governo, presidente da Comissão de Economia e Finanças e membro da comissão de Constituição e Justiça. Foi Secretário de Esportes em Osasco (2007/2008) e de Habitação no município de Embu das Artes (2001/2002). Também foi Presidente da CEAGESP - Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (2003/2005), a maior central de abastecimento da América Latina e a terceira maior do mundo.

Iniciou sua participação política na juventude com intensa militância, como estudante e metalúrgico, nos movimentos popular e sindical, além de ter participado das fundações do PT e da CUT.

Foi da direção estadual e da coordenação do Departamento dos Metalúrgicos da CUT-SP.

No PT, foi presidente do Diretório Municipal de Osasco e Coordenador da Macrorregião Osasco.


Logo DOWNLOAD DA MARCA E FOTO

BIOGRAFIA

Linha do Tempo

IMAGENS DO MANDATO

Acompanhe as fotos históricas

DESTAQUE

LULA: “EU SEI COMO CUIDAR DO POVO MAIS HUMILDE”

20/04/2017

Líder nas pesquisas de intenção de voto para a eleição presidencial de 2018, o ex-presidente Lula afirmou na manhã desta quinta-feira 20 que, se concorrer ao Palácio do Planalto, "vai ser para ganhar". As declarações foram feitas à rádio Fan FM, de Sergipe, e transmitida na página de Lula no Facebook.

"É muito cedo para a gente falar de pesquisa, porque ainda faltam praticamente dois anos para as eleições. A única coisa que eu tenho certeza é que se eu for candidato, eu vou querer lembrar a memória do povo do quanto ele foi feliz enquanto eu era presidente. Eu sei que se eu for candidato, eu tenho condições de ganhar as eleições porque eu sei cuidar das pessoas humildes. Não é teoria, é prática", disse.

"Se tem uma coisa que eu sei fazer na vida é cuidar das pessoas mais humildes, é incluir o pobre no orçamento", continuou Lula. O petista destacou ainda que "esse governo está destruindo a vida do brasileiro". "A renda está caindo, não tem emprego, e o que é pior... o povo não tem esperança".

"Eu já perdi a cota de eleições que eu tinha de perder, eu aprendi a ganhar. Se eu for candidato, é para ganhar", disse ainda o ex-presidente. Questionado sobre a possibilidade de firmar aliança com Ciro Gomes em uma chapa para 2018, Lula foi cauteloso: "É muito difícil dizer isso. O Ciro é candidato também, vamos esperar o tempo passar".

Lula condenou duramente as propostas do governo Michel Temer de reformas trabalhista e da Previdência. "É um crime contra os trabalhadores brasileiros o que estão fazendo com a Previdência nesse País. Eu tenho certeza que não vai passar [no Congresso]. Os trabalhadores não merecem ser castigados pelos erros do governo", criticou.

Sobre a reforma trabalhista, Lula defendeu que se faça mudanças na lei, mas não da forma como foi proposto. "Sempre achei que de tempos em tempos deve-se fazer uma adequação na legislação trabalhista, fazer algumas reformas. Mas isso tem que se fazer discutindo com os sindicatos, com os trabalhadores. É claro que essa lei pode precisar de um aperfeiçoamento, mas isso se faz discutindo com quem está no mundo do trabalho. Agora você rasgar tudo aquilo que os trabalhadores conquistaram no século XX e não propõe nada para eles... isso é um atentado contra as conquistas dos trabalhadores. Um grande equívoco do governo".

A respeito da Lava Jato, Lula defendeu que "o Brasil precisa acabar com a corrupção". "O que não dá é a pirotecnia da operação", criticou. "O que eu tiver que falar, o que eu penso, eu vou falar dia 3", afirmou, em relação ao depoimento que prestará ao juiz Sergio Moro em Curitiba. "Porque eu não tenho que provar minha inocência, eles é que têm que provar que eu tenho culpa. Porque até agora já encontraram conta de 'nego' na Suíça... e eu duvido que eles encontrem 50 centavos meus em qualquer lugar do mundo. A Globo vai ter que provar se tem apartamento meu, se tem conta minha. Porque já apareceram as contas dos candidatos deles", alfinetou.

Fonte: Brasil 247

Mais destaques



Trabalho parlamentar

Papel do parlamentar

O deputado federal desempenha três funções primordiais para a consolidação da democracia: representar o povo brasileiro, fazer leis referentes a assuntos de interesse nacional e fiscalizar a aplicação dos recursos públicos.

saiba mais

Comissões

A Câmara Federal possui Comissões Parlamentares, Permanentes ou Temporárias, com funções legislativas e fiscalizadoras. Os membros das comissões também propõe debates e discussões com a participação da sociedade sobre todos os temas ou assuntos de seu interesse. O deputado federal Valmir Prascidelli é titular nas Comissões Permanentes CCJC e COETiCA e na comissão parlamentar CPIPETRO. Também é suplente na CTASP.

saiba mais

Proposições

São as propostas de emenda à Constituição, os projetos, a emenda, a indicação, o requerimento, o recurso, o parecer e a proposta de fiscalização e controle. Acompanha como está está o andamento das proposições de Valmir Prascidelli

saiba mais

FALE COM O DEPUTADO



Acesse nossas redes sociais:




Brasília: Praça dos Três Poderes . Câmara dos Deputados
Gabinete: 837 . Anexo: IV . Brasília/DF . CEP: 70160-900
Telefone: 61 3215-5837

Osasco: Escritório Político . Rua General Bittencourt, 170
Centro . Osasco/SP . CEP: 06016-040
Telefone: 11 3685-2164