NOTÍCIAS

Intelectuais estrangeiros lançam manifesto contra o golpe

Leia mais

Alckmin quer reduzir participação da população na gestão da água

Leia mais

TODAS AS NOTÍCIAS

VÍDEOS

TODOS OS VÍDEOS

PERFIL

Valmir Prascidelli

É deputado federal pelo PT-SP, eleito para a 55ª legislatura (2015/2018).

É membro da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania - CCJC e da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público - CTASP. Também foi indicado pelo partido para integrar a CPI da Petrobras. É integrante do Centro de Estudos e Debates Estratégicos da Câmara dos Deputados - CEDES e do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara.

Bacharel em Direito, faz parte de uma nova geração de lideranças do PT.

Eleito em 2012 vice-prefeito de Osasco, a 4ª cidade com maior PIB (Produto Interno Bruto) do Estado e a 11ª do país, ocupou o cargo até sua posse como deputado.
Foi vereador em Osasco (2009/2012), onde foi líder do governo, presidente da comissão de economia e finanças e membro da comissão de constituição e justiça. Foi secretário de esportes em Osasco (2007/2008) e de habitação no município de Embu das Artes (2001/2002).

Também foi Presidente da CEAGESP - Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (2003/2005), a maior central de abastecimento da América Latina e a terceira maior do mundo.
Iniciou sua participação política na juventude com intensa militância, como estudante e metalúrgico, nos movimentos popular e sindical, além de ter participado das fundações do PT e da CUT.

Foi da direção estadual e da coordenação do departamento dos metalúrgicos da CUT-SP.

No PT, foi presidente do Diretório municipal de Osasco e Coordenador da Macrorregião Osasco.


Logo DOWNLOAD DA MARCA E FOTO

BIOGRAFIA

Linha do Tempo

IMAGENS DO MANDATO

Acompanhe as fotos históricas

DESTAQUE

Chacina de Osasco: 365 dias e nenhuma resposta

13/08/2016

Naquele 13 de agosto de 2015, Zilda Maria de Paula nunca poderia imaginar o que encontraria ao retornar à sua casa depois de um longo dia de trabalho. Há um ano, ela e outras 18 mães, presenciariam a morte dos filhos em um dos episódios mais tristes da história de São Paulo: a maior chacina já registrada no Estado.

No massacre de Osasco e Barueri, 19 pessoas foram mortas e ficou comprovado que outros quatro homicídios haviam sido cometidos pelas mesmas pessoas. O inquérito mostrou a participação de sete agentes públicos, motivados pela morte de um policial militar e de um guarda civil metropolitano. Apenas em dezembro os policiais foram indiciados e presos. Hoje, três policiais militares e um guarda civil metropolitano continuam presos e aguardam julgamento.

Além da dor de ver a vida passar sem a presença do filho, Zilda afirma que machuca também a falta de respostas e a sensação de impotência diante das investigações. “Me uni a todas as famílias das vítimas para pedir respostas. Nós queremos respostas e punição a aqueles que acabaram com os sonhos dos nossos filhos. Por enquanto, não temos explicações sobre como andam as investigações e se algum dia veremos os culpados julgados”, desabafou.

Segundo integrantes do Coletivo Quem Matou os 19?, além da ausência de informações sobre o andamento das investigações, as famílias sofrem com a falta de assistência. “As famílias das vítimas e os sobreviventes não receberam nenhum tipo de apoio, nem do estado, nem dos municípios. Há casos em que sobreviventes precisam de ajuda até mesmo para o transporte para chegar aos locais de tratamento”, afirmaram.

Para o deputado federal Valmir Prascidelli (PT-SP), o governo do Estado deve oferecer políticas efetivas de segurança à população e as cidades devem cobrar que isso seja feito. “O Brasil é o país que mais mata no mundo. O que ocorre é um verdadeiro genocídio da população negra e da periferia e, o pior, é que assim como na chacina de Osasco, muitas mortes são efetuadas por aqueles que deviam nos proteger, os agentes do estado”, enfatizou.

Para Prascidelli, é preciso dar um fim a cultura da violência instaurada no Brasil e um dos caminhos é o combate da corrupção nas corporações policiais. “Precisamos combater estes grupos de extermínio e repressão que se criam dentro das instituições policiais para que efetivamente se combatam os ladrões. Outras mães não podem continuar a perder seus filhos”, enfatizou.

Mais destaques



Trabalho parlamentar

Papel do parlamentar

O deputado federal desempenha três funções primordiais para a consolidação da democracia: representar o povo brasileiro, fazer leis referentes a assuntos de interesse nacional e fiscalizar a aplicação dos recursos públicos.

saiba mais

Comissões

A Câmara Federal possui Comissões Parlamentares, Permanentes ou Temporárias, com funções legislativas e fiscalizadoras. Os membros das comissões também propõe debates e discussões com a participação da sociedade sobre todos os temas ou assuntos de seu interesse. O deputado federal Valmir Prascidelli é titular nas Comissões Permanentes CCJC e COETiCA e na comissão parlamentar CPIPETRO. Também é suplente na CTASP.

saiba mais

Proposições

São as propostas de emenda à Constituição, os projetos, a emenda, a indicação, o requerimento, o recurso, o parecer e a proposta de fiscalização e controle. Acompanha como está está o andamento das proposições de Valmir Prascidelli

saiba mais

FALE COM O DEPUTADO



Acesse nossas redes sociais:




Brasília: Praça dos Três Poderes . Câmara dos Deputados
Gabinete: 837 . Anexo: IV . Brasília/DF . CEP: 70160-900
Telefone: 61 3215-5837

Osasco: Escritório Político . Rua General Bittencourt, 170
Centro . Osasco/SP . CEP: 06016-040
Telefone: 11 3685-2164